violência

Após cinco anos em queda, mortes no trânsito têm alta de 23% em 2017

De cada quatro acidentes registrados no Brasil, três envolvem motocicletas, aponta pesquisa exclusiva do DPVAT; segundo levantamento, custo de óbitos e de casos de invalidez permanente na economia foi de quase R$ 200 bilhões no ano passado

Renato Jakitas e Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

Nota de repúdio à ação da Guarda Civil Metropolitana (GCM) da Câmara Municipal

A Rede Nossa São Paulo vem a público registrar seu repúdio à forma truculenta pela qual a Guarda Civil Metropolitana (GCM) da Câmara Municipal Paulistana reprimiu e agrediu professoras e professores, que faziam uma manifestação legítima, pacífica e democrática contra a proposta de alteração do regime previdenciário dos servidores públicos municipais.

1 a cada 3 brasileiros tem medo de violência e da polícia, aponta pesquisa

FERNANDA MENA - FOLHA DE S. PAULO

Um a cada três brasileiros tem medo da violência urbana nas ruas de seu bairro tanto quanto da Polícia Militar, que deveria remediá-la. É o que mostra pesquisa inédita do Datafolha sobre medo e percepção de segurança.

Realizado em 194 municípios do país, o levantamento apontou que 49% dos brasileiros têm medo de ser alvo de violência por parte da Polícia Militar e 60% têm medo de andar nas ruas da vizinhança depois do anoitecer. Um terço (35%), no entanto, tem medo das duas coisas.

Curso sobre Atenção à Mulher em Situação de Violência

Estão abertas até a próxima quinta-feira, dia 6 de abril, as inscrições para o curso de extensão “Atenção à Mulher em Situação de Violência” - modalidade Ensino à Distância (EAD). O treinamento é promovido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio do projeto Para Elas, desenvolvido em parceria com a Coordenação Geral de Saúde das Mulheres (Dapes/SAS), do Ministério da Saúde (MS). O objetivo é capacitar profissionais para a abordagem da mulher em situação de violência.

Morador de SP considera saúde maior problema da cidade, diz Datafolha

Após os primeiros 30 dias da gestão João Doria (PSDB), a maioria (29%) dos paulistanos considera a saúde o principal problema de São Paulo.

Já a área de segurança passou a ser a segunda maior preocupação dos moradores da cidade –19% dos entrevistados.

Na última pesquisa, de setembro de 2015, 32% viam na saúde o grande drama paulistano. Em seguida, vinham juntos segurança e transporte (13% e 11%, respectivamente).

A pesquisa divulgada no último domingo (12) mostrou que Doria tem 44% de aprovação dos paulistanos.