São Paulo ganha grupo de trabalho para acompanhar a implementação do Código Florestal

Evento de lançamento do GT ocorre na quarta-feira (4/12)

Fonte: SOS Mata Atlântica

Com a aprovação do Código Florestal pela presidente Dilma Rousseff, a lei deve agora ser implementada e acompanhada pela sociedade. O lançamento do Grupo de Trabalho (GT) de Acompanhamento da Implementação do Código Florestal em São Paulo ocorre na quarta-feira (4/12), às 19 horas, no Plenário Tiradentes – 1° andar da Assembleia Legislativa de São Paulo. Aberto ao público, o evento é uma realização da Frente Parlamentar Ambientalista de São Paulo, da Fundação SOS Mata Atlântica e da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA).

Entre os presentes estarão o professor Ricardo Rodrigues, da Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo (ESALQ-USP), Mario Mantovani, Coordenador de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, o deputado Beto Trícoli (PV-SP), coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista em São Paulo, além de Cristina Azevedo, do Departamento de Proteção da Biodiversidade da Secretaria de Meio Ambiente de São Paulo (CBRN – SMA/SP) e Marcos Edaes Nobrega, Assessor da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Quem não puder comparecer pessoalmente pode conferir a transmissão online do evento em www.socionautas.com.br.

O lançamento do GT é parte da Campanha Nacional pelo Acompanhamento e Cumprimento da Implementação do Código Florestal.  “A exemplo do que fizemos com a Lei da Mata Atlântica, queremos levar essas discussões para os Estados, evitando que as decisões e debates aconteçam apenas em Brasília”, explica Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica.  “A ideia é estimular a cidadania e o acompanhamento da Lei, em um processo descentralizado e participativo, e também reforçar o papel das Frentes Parlamentares Estaduais. Por isso, vamos incentivar o acompanhamento do Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica”, diz ele.
Um dos temas que será abordado no evento é o Cadastro Ambiental Rural (CAR), uma ferramenta para tornar o processo de regularização ambiental dos imóveis rurais mais simples e ágil, e que está previsto como um dos mecanismos do Código Florestal aprovado.

O GT para acompanhamento do Código Florestal integra a Frente Parlamentar Ambientalista de São Paulo. A Frente visa assegurar a discussão da agenda ambiental pelo Legislativo, bem como apoiar políticas públicas e ações governamentais e da iniciativa privada que promovam o desenvolvimento sustentável no Estado. As Frentes Parlamentares Estaduais são um desdobramento da Frente Parlamentar Ambientalista nacional, com atuação no Congresso.

SERVIÇO
O que: Lançamento do Grupo de Trabalho de Acompanhamento da Implementação do Código Florestal da Frente Parlamentar Ambientalista de São Paulo
Quando: 4 de dezembro (quarta-feira), às 19 horas
Onde: Plenário Tiradentes Tiradentes – 1° andar da Assembleia Legislativa de São Paulo.
Informações:  Bellô Monteiro – [email protected]

 

Compartilhe este artigo