Debate público do novo Plano Diretor Estratégico começa com avaliação do atual

Nesta primeira fase de revisão do PDE, estão previstos outros encontros. Mobilidade urbana, habitação e meio ambiente estão entre os temas a serem discutidos nos próximos eventos

Airton Goes [email protected] 

O processo que a Prefeitura de São Paulo denomina “revisão participativa do Plano Diretor Estratégico (PDE)” começou no último sábado (27/4), com a realização de um evento público em que foram debatidos dois temas: Os objetivos da revisão do PDE e a cidade que queremos; e Uso e ocupação do solo. Nesta primeira fase, em que estão previstos outros encontros, o objetivo, de acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, é fazer uma “avaliação participativa” do plano atual.

Mobilidade urbana, habitação e meio ambiente estão entre os temas a serem debatidos nos próximos eventos (vide calendário dos encontros ao final da reportagem).

O encontro do sábado foi aberto pelo prefeito Fernando Haddad e o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Fernando de Mello Franco. Haddad argumentou que a sociedade, além de contribuir com propostas para a elaboração do novo PDE, deve fiscalizar e cobrar a sua execução.

“O Poder Público Municipal não cumpriu o Plano Diretor, não observou a lei maior da cidade de São Paulo”, afirmou o prefeito, citando um exemplo do que considera descumprimento à legislação do PDE atual: “As maiores intervenções na cidade de São Paulo foram feitas em proveito do automóvel e não a proveito do transporte público, como nos casos das Marginais e a paralisação da construção de novos corredores”.

Prefeitura disponibiliza plataforma digital para auxiliar cidadão no debate do plano

Na abertura oficial da “revisão participativa do Plano Diretor Estratégico” ocorreu também o lançamento de uma plataforma digital, que já está à disposição dos cidadãos. O site Gestão Urbana reunirá informações e dados sobre o andamento dos debates sobre o tema, além de ser mais um espaço para a população colaborar e dar ideias para o novo PDE. 

Os encontros da primeira fase acontecem até o dia 1º de junho e são todos abertos à população. A etapa inclui oficinas temáticas, oficinas com seguimentos específicos e a Conferência Municipal de São Paulo.

Estão previstas outras três etapas, todas participativas. A segunda fase, que será realizada de 8 de junho a 13 de julho deste ano, será a recepção de propostas com atividades presenciais – além da recepção eletrônica de propostas.

Veja calendário com os próximos encontros públicos a serem realizados nesta primeira etapa:
 
7/5 – Terça-feira
18h às 22h
CCSP Rua Vergueiro
Assunto: Mobilidade Urbana

9/5 – Quinta-feira
18h às 22h
Local a definir
Assunto: Atividade com segmento dos empresários

11/5 – Sábado
13h às 18h
UNINOVE –Campus Memorial. Av. Francisco Matarazzo, 364, Barra Funda.
Assunto: Investimentos Prioritários, Planos Regionais e Planos de Bairro.

14/5 – Terça-feira
18h às 22h
Local a definir
Assunto: Atividade com segmento de ONGs.

16/5 – Quinta-feira
18h às 22h
Local a definir
Assunto: Atividade com segmento de universidades, sindicatos, conselhos de categorias e associações profissionais.

18/5 – Sábado
13h às 18h
Local a definir
Assunto: Atividade com segmento de movimentos populares

31/5 e 1/6 – Sexta-feira e sábado
Das 8h às 18h
Anhembi – Auditório
Assunto: Conferência Municipal da Cidade de São Paulo.

Leia também: Revisão do Plano Diretor: operações Urbanas são “cobra mordendo o rabo”, diz urbanista

Compartilhe este artigo