sistema cantareira

Sabesp fala em todos 'preparados para o pior'

Indicado para presidir estatal, Jerson Kelman havia criticado falta de transparência da gestão Alckmin na crise de abastecimento de água; Para o professor da UFRJ, as chuvas recentes ainda não resolvem a questão da crise no abastecimento.

Por Artur Rodrigues

Escolhido pela gestão de Geraldo Alckmin para dirigir a Sabesp, o ex-presidente da ANA (Agência Nacional de Águas) Jerson Kelman afirma que o Estado tem de estar "preparado para o pior".

Governo usará ‘água adicional’ do Alto Tietê

Após negar existência de volume morto, secretário anuncia que avalia usar 40 bilhões de litros extras no sistema.

Por Fábio Leite

Após negar a existência de volume morto no Sistema Alto Tietê, a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos informou nesta terça-feira, 9, que avalia usar uma “reserva adicional” de 40 bilhões de litros da Represa Ponte Nova, em Salesópolis, principal reservatório do segundo maior manancial que abastece a Grande São Paulo.

Apesar da chuva, o nível de todos os reservatórios de SP tem queda

As pancadas de chuva que caíram no final da tarde desta terça-feira (9) não foram suficientes para frear a queda do nível dos principais reservatórios que abastecem a região metropolitana de São Paulo.

De acordo com a Sabesp, o nível dos seis reservatórios registrou queda nesta quarta-feira (10). A mais acentuada foi no sistema Rio Claro, que atende a 1,5 milhão de pessoas, teve queda de 0,6 ponto percentual e opera com 27,7% de sua capacidade.

Sistema Alto Tietê corre risco de entrar em colapso antes do Cantareira

Por Eduardo Geraque

O sistema Alto Tietê, que abastece 4,5 milhões de moradores na região leste da Grande São Paulo, depende de chuva intensa nas próximas semanas para não entrar em colapso em janeiro, antes mesmo do Cantareira.

O nível das represas do sistema baixou e atingiu 4,7% nesta segunda (8) –menos que os 7,8% do Cantareira.

Maior do que Cantareira, Billings tem água 'perdida'

Por Adriana Ferraz e Rafael Italiani

Morador há 30 anos do Parque Cocaia, no extremo sul da capital, o pintor Raimundo Barbosa, de 38 anos, aponta para a Represa Billings e lamenta a degradação. "É uma injustiça não poder beber a água por causa da poluição. É uma pena não usar toda essa água nessa época de crise", afirma, sem saber que o manancial, com capacidade superior a todo o Sistema Cantareira, poderia ajudar a afastar o risco de desabastecimento.

Reflorestar represas aumenta reserva de água em 50%, diz ONG

Refazer 3% das matas destruídas no Cantareira e Alto Tietê custaria R$ 200 mi, aponta estudo

Por EDUARDO GERAQUE, da Folha de S. Paulo

Reflorestar uma pequena parte das matas derrubadas em volta das represas da Grande São Paulo pode aumentar em até 50% a capacidade de armazenamento de água nestes reservatórios.

No Estado de SP, 40 cidades já têm racionamento de água

Nº de municípios com rodízio chegou a cair, mas agora mais locais adotam medida, que já afeta pelo menos 2 milhões por dia.

Por Rene Moreira

Apesar da estação chuvosa, o número de municípios que estão racionando água em São Paulo aumentou. Há um mês, estava em 38, depois caiu para 30 e, agora, já são 4o as cidades que retomaram o rodízio ou engrossaram a lista nos últimos dias. A estimativa atual é de que em todo o Estado pelo menos 2 milhões fiquem com torneiras secas em uma parte do dia.

Indústria consome 40% da água, mas faz pouco reúso

Proporção se refere ao volume disponível em rios, poços e reservatórios da Grande São Paulo e da Baixada Santista; Quantidade de água reutilizada equivale a só 5% da demanda; Fiesp nega que setor contribua para crise.

Por Eduardo Geraque

O setor industrial utiliza 40% de toda a água disponível para abastecimento em rios, poços e reservatórios da Grande São Paulo e da Baixada Santista, mostram números oficiais do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo).