Enem

Matemática agrava abismo entre escolas públicas e privadas no Enem

Rede estadual têm desempenho pior em todas as áreas; em exatas, distância é maior

Folha de S. Paulo

A matemática é a disciplina que mais agrava o abismo entre as escolas estaduais e privadas no país. Os resultados do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2017 mostram desempenho inferior das redes estaduais em todas as áreas avaliadas na prova, mas em matemática essa distância é de até 67%.

Drogas, evasão e falta de luz e água são marcas da pior escola do Enem em SP

"É zoado." É assim que um professor resume a escola Adelaide Rosa Fernandes Machado de Souza, que teve o pior desempenho no ano passado entre as estaduais da capital paulista no Enem.

Ali, no distrito do Grajaú, na zona sul de São Paulo, onde 47% da população só estudou até o ensino fundamental, segundo a última pesquisa DNA Paulistano, é comum o uso de drogas entre os alunos e o índice de evasão é alto, dizem os professores.

Escola líder do Enem em São Paulo tem verba de banco e professor extra

A escola estadual da capital paulista com melhor nota no Enem 2016 fica em uma área nobre da cidade. As salas de aula dão para uma praça arborizada e ficam a oito minutos de distância a pé da estação Sumaré do metrô, na zona oeste. No entorno, seguranças particulares circulam pelas ruas onde só há casas de alto padrão.

O colégio Professor Antônio Alves Cruz acumulou as melhores notas no exame nacional do ano passado entre todos os estabelecimentos da rede estadual na cidade.

Estado de SP tem 30% das escolas abaixo da média nacional no Enem

Três em cada dez escolas ligadas à Secretaria de Educação do governo Geraldo Alckmin (PSDB) não conseguiram superar a média nacional da redes estaduais do país na edição de 2016 do Enem. A rede escolar do Estado mais rico do país é superada por outros cinco Estados.

O governo federal deixou de apresentar os resultados do exame por escola neste ano. A Folha então acessou os dados divulgados pelo MEC (Ministério da Educação) e tabulou os resultados.

Alvo de protesto, técnicas de SP têm nota estagnada e abaixo de federais

Escolas de elite na rede estadual, Etecs não registram melhora no Enem entre 2010 e 2014. Unidades do sistema federal têm, em média, 20 pontos a mais no exame; diferença é pequena, diz governo 

ANDRÉ MONTEIRO E PAULO SALDAÑA - FOLHA DE S. PAULO

No centro de uma queda de braço entre alunos e o governo, as Etecs, escolas técnicas da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), registram estagnação no Enem e desempenho pior do que o dos colégios da rede federal no exame.