conselho participativo

Prefeitura reduz número de conselheiros participativos

Decreto corta mais da metade dos representantes da população nas prefeituras regionais, a partir da próxima eleição; Rede Nossa São Paulo lamenta a decisão, que contraria uma gestão moderna

Por Airton Goes, da Rede Nossa São Paulo

Conselho Participativo Municipal faz prévia do Plano de Metas na região da Vila Maria

Por Diário Zona Norte

Já se foram quatro anos do último Plano de Metas, que se encerrou na gestão passada do governo Fernando Haddad (de 2012 a 2016). O primeiro foi lançado na gestão de Gilberto Kassab, no período de 2009 a 2012. E agora virá o terceiro Plano de Metas na validade de 2017 a 2020, que efetivamente terá as discussões em audiências públicas a partir do próximo mês de abril.  A obrigação de um prefeito definir um plano de metas a cada início de gestão está na Leio Orgânica do Município n. 08/07, alterada através da emeda n. 30 – publicada em 28 de fevereiro de 2008.

Prefeitura de São Paulo empossa conselheiros participativos

Prefeito deu posse aos novos conselheiros participativos do município para o biênio 2016-2017 e homenageou Leci Brandão, Lygia Fagundes Telles e Maurício de Sousa com a Medalha 25 de Janeiro. 

Por Secretaria Executiva de Comunicação

Paulistanos vão eleger novos representantes do Conselho Participativo Municipal no domingo

O processo eleitoral para o período 2016-2018 acontece nas 32 subprefeituras da cidade. Serão eleitos 1162 conselheiros, com mandato a partir de janeiro.

Por Secretaria Municipal de Relações Governamentais

Os paulistanos escolherão no próximo domingo (6/12) os representantes para o segundo biênio do Conselho Participativo Municipal. O processo eleitoral para o período 2016-2018 acontece nas 32 subprefeituras da cidade. Serão eleitos 1162 conselheiros, com mandato a partir de janeiro.

Prefeitura regulamenta eleição para o Conselho Participativo Municipal

O prefeito Fernando Haddad assinou, na tarde desta terça-feira (30), o decreto que regulamenta o processo eleitoral do Conselho Participativo Municipal para o período 2016-2018. Com isso, fica autorizada a eleição de 1.162 conselheiros, sendo que pelo menos 581 deverão ser mulheres. Eles atuarão nas 32 subprefeituras da cidade com o objetivo de fiscalizar ações e gastos públicos, além de apresentar demandas, necessidades e prioridades de suas comunidades. Os eleitos cumprirão mandato de dois anos, com início em janeiro de 2016.