Organizações se mobilizam contra o projeto que institui o bolsa-creche

 
 

Um grupo de organizações que atuam na área da Educação em São Paulo divulgou uma nota manifestando posicionamento contrário ao PL 139/2013 - Programa de Bolsa-Creche, de autoria do Vereador Jair Tatto. O projeto foi aprovado na primeira votação na Câmara Municipal de São Paulo no último dia 17 de outubro.

No documento, as organizações defendem, entre outros argumentos, que "propostas como essa, em vez de fortalecer as famílias, fortalecerão os programas de guarda domiciliar e escolas particulares de baixa qualidade". E que "essa iniciativa não leva em conta os seu direitos [dos pais] e o das crianças pequenas a um atendimento gratuito e de qualidade em instituições educacionais".

O objetivo da manifestação é sensibilizar os vereadores para que rejeitem a proposta na segunda votação e que o prefeito Fernando Haddad e o secretário de educação, Cesar Callegari, posicionem-se contrários ao PL.

Assinam o documento Fórum Municipal de Educação Infantil, Fórum Paulista de Educação Infantil, GT de Educação da Rede Nossa São Paulo, Fundação Abrinq, Ação Educativa e NEGRI - Núcleo de estudos de Gênero, Raça e Idade.


Veja mais Notícias