"Serra critica Lula e diz que pedido por renovação é contraditório" - Folha de S.Paulo

 
 

DE SÃO PAULO

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, criticou ontem o ex-presidente Lula e o chamou de "o maior atacador do Brasil".

Serra comentava as declarações do ex-presidente, que o criticou duramente no fim de semana, em ato com Fernando Haddad (PT), adversário do tucano na eleição.

José Serra disse que Lula caiu em contradição ao defender candidatos com experiência em comício em Diadema, cidade do ABC governada pelo PT. Em São Paulo, o discurso do petista, oposição às gestões Serra e Kassab (2005-2012), é de renovação.

"Ele sublinhou a importância da experiência", disse Serra. "Mas não faz isso em São Paulo porque isso me favorece e prejudica o candidato dele. Dependendo do lugar, ele diz uma coisa", disse Serra.

Candidato petista na capital, Fernando Haddad disse que não é um contrassenso a frase dita por Lula em Diadema, porque a continuidade é necessária em locais bem administrados, o que não é o caso de São Paulo sob a gestão de Gilberto Kassab.

O tucano foi ontem, a contragosto, a um debate com integrantes da Rede Nossa São Paulo. Serra considera a rede, que diz ser apartidária, petista. Oded Grajew, da Nossa SP, chegou a integrar o governo Lula, de quem é amigo, mas foi um dos primeiros a sair, com críticas.


Veja mais Notícias