Kassab se compromete a comprar terreno da Gazarra para instalar Unifesp na ZL

 
 

Francisco de Souza

Realizada no último dia 29, na Igreja São Francisco de Assis, em Guaianases, mais uma reunião pela implantação de campus da Unifesp – Universidade Federal de São Paulo, na Zona Leste. A novidade em relação às outras reuniões foi o relato da conversa entre o padre Antonio Marchione, o padre “Ticão”, do Movimento Nossa Zona Leste com o prefeito Gilberto Kassab, em que foi fechada a questão do terreno para instalação da universidade.

“Estive com o prefeito terça-feira (dia 25) para saber quando ele iria comprar o terreno; ele disse que entrou em contato com o presidente Lula e o ministro Fernando Haddad (Educação) informando que comprará o terreno. Mas, enquanto ele não entregar o documento da compra do imóvel, continuaremos com o abaixo-assinado. No dia 18 de julho, queremos que ele e o Lula venham à nossa reunião para anunciar publicamente a compra”, disse Ticão já divulgando a nova reunião sobre o assunto, que também será realizada na Igreja São Francisco de Assis, só que de Ermelino Matarazzo.

A informação do coordenador do Movimento Nossa Zona Leste, vai de encontro com o que o prefeito disse em entrevista coletiva no dia 24, quando do ato político que marcou o início das obras da Fatec – Faculdade de Tecnologia, em Itaquera. Questionado por nossa reportagem sobre a questão da compra do terreno da antiga Fábrica Gazzara, também em Itaquera, para instalação do campus da Unifesp, Kassab respondeu: “Já está definida a questão, conversei com o presidente Lula porque o compromisso da Prefeitura é com a transferência da área, que é bastante cara, mas é um investimento que vale a pena. Em breve estaremos consumando a aquisição e transferindo para o Governo Federal para que ele construa o campus”, respondeu.
   
O prefeito, porém, não quis fixar uma data para anunciar publicamente a compra, alegando pendências jurídicas.  “Está sendo resolvido na burocracia”, completou Kassab a respeito do desfecho da compra do terreno de 175 mil metros quadrados, localizado na Avenida Jacu-Pêssego, onde ainda existem os galpões da antiga fabricante de churrasqueira e carrinho de mão, falida em 1999, cujo lance mínimo do leilão judicial, está fixado em R$ 25 milhões.

Entre as autoridades e políticos presentes à reunião sobre a instalação do campus da Unifesp na Zona Leste, estavam o deputado federal, Paulo Teixeira; os deputados estaduais: Adriano Diogo, Ênio Tato e Simão Pedro; os vereadores Juliana Cardoso e Jamil Murad; o subprefeito de Guaianases, Jorge Perez; os representantes da Unifesp, Carlos Francisco Jr., o Cazuza e do ministério da Educação, João Nélson dos Santos;  e o padre José Carlos Stoffel, pároco da Igreja São Francisco de Assis de Guainases.
   
   
 


Veja mais Notícias