Instituto São Paulo Sustentável - Secretaria Executiva

 
 

Para colocar em prática as ações e campanhas que realiza, a Rede Nossa São Paulo conta com o apoio profissional de sua secretaria-executiva. Sediada no bairro de Pinheiros, tem como atribuições principais a coleta dos indicadores e a atualização do Observatório Cidadão, a articulação dos GTs temáticos e regionais, a organização e a logística dos eventos, a coordenação dos processos de comunicação, o desenvolvimento e a manutenção deste portal e o gerenciamento administrativo dos recursos.

A secretaria-executiva está formalizada na figura jurídica do Instituto São Paulo Sustentável (ISPS), associação sem fins lucrativos que recebeu a qualificação de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

São as seguintes as finalidades do Instituto:

- A coordenação de ações administrativas de coleta de dados e informações para municiar trabalhos de mobilização cívico-social;

- O apoio a movimentos, iniciativas, projetos e programas que promovam o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental urbano, em especial da cidade de São Paulo;

- A promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais;

- A realização de estudos e pesquisas que digam respeito às atividades supramencionadas.

Em reuniões de planejamento estratégico, realizadas a partir de 2010, foram detalhadas as seguintes atribuições da secretaria executiva:

1. Operacionalizar os quatro eixos básicos da Rede: (1) Pesquisar, Sistematizar, Editar e Divulgar Indicadores/Metas/Propostas de Políticas Públicas e Pesquisas de Opinião/Percepção Públicas e disponibilizá-las ao 2) Acompanhamento Cidadão por meio do Observatório / Site, demais instrumentos de divulgação da sociedade civil e da mídia em geral; Executar campanhas, ações e encaminhamentos de 3) Mobilização e 4) Educação cidadãs;

2. Encaminhar as ações e propostas deliberadas pelo Colegiado de Apoio, Inter-GTs e GTs;

3. Construir a agenda institucional da Rede NSP nas relações com os Poderes Públicos, Sociedade Civil, Empresas, Universidades, Mídia, Redes Brasileira e Latino-americana por Cidades Justas e Sustentáveis e de todas as reuniões de instâncias da Rede NSP (Colegiado, Inter-GTs e GTs) em consonância com os atores envolvidos;

5. Fornecer apoio logístico e operacional aos GTs e demais instâncias ou eventos da Rede Nossa São Paulo; disponibilizar as atas e outras informações e/ou documentos solicitados pelas instâncias;

6. Elaborar e/ou editar os conteúdos do site da RNSP;

7. Relacionar-se cotidianamente com os meios de comunicação, alimentando-os com informações qualificadas originadas na RNSP ou nas organizações que o compõe, divulgando indicadores, pesquisas, propostas e fatos relevantes para a sociedade civil, políticas públicas etc;

8. Captar e administrar os recursos financeiros na RNSP ; publicar periodicamente os balancetes no Site da RNSP;

9. Acompanhar a agenda do Poder Executivo, da Câmara Municipal, o Diário Oficial do Município, o Site do Programa de Metas da Prefeitura e manter as instâncias da RNSP informadas.

Para tanto, conta com o apoio financeiro de empresas privadas, de diversos segmentos e áreas de atuação, que contribuem com investimentos em dinheiro ou doações de equipamentos.

Programa Cidades Sustentáveis (PCS)

Desde agosto de 2011 o Instituto São Paulo Sustentável assumiu também a secretaria executiva do Programa Cidades Sustentáveis (PCS), iniciativa realizada em conjunto com o Instituto Ethos e a Rede Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis. Com isso, tem a responsabilidade de coordenar a mobilização e a comunicação do PCS e é responsável pela administração das despesas e receitas geradas pelas atividades relacionadas ao Programa.

O Programa Cidades Sustentáveis é apartidário e tem o objetivo de sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para que as cidades brasileiras se desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. Para enfrentar esse grande desafio, envolve cidadãos, organizações sociais, empresas e governos.

O Programa oferece aos gestores públicos uma agenda completa de sustentabilidade urbana, um conjunto de indicadores associados a esta agenda, enriquecida por casos exemplares nacionais e internacionais como referências a serem perseguidas pelos gestores públicos municipais. É complementado por uma campanha que tenta sensibilizar os eleitores a escolher a sustentabilidade como critério de voto e os candidatos a adotar a agenda da sustentabilidade.

O prefeito que se comprometer com o programa terá que estabelecer metas para a sua gestão para melhorar um conjunto de indicadores básicos, mínimos, fundamentais para o desenvolvimento sustentável da cidade. Após as eleições os municípios serão acompanhados e apoiados no seu compromisso com a sustentabilidade.

Desde o início da mobilização pelo Pais, em dezembro de 2011, centenas de eventos foram realizados em cidades por todo o País e também centenas de candidatos às eleições municipais de 2012 e diversos partidos políticos e prefeitos eleitos registraram oficialmente seu compromisso com o Programa. A lista atualizada está disponível no site www.cidadessustentaveis.org.br.

Equipe 

Airton Goes - [email protected]

Aline Redorat - [email protected]

Andrea Magri - [email protected]

Ariel Kogan - [email protected]

Ariela Setti - [email protected]

Clara Meyer - [email protected]

Cláudia Cabilio - [email protected]

Elisabet de Medeiros - [email protected]

Luanda Nera - [email protected]

Luciana Quierati - [email protected]

Mauricio Broinizi - [email protected]

Oded Grajew - [email protected]

Zuleica Goulart - [email protected]


Conselho dos Associados Organizacionais

Alcoa
Avina
Banco Safra
Bradesco
Caixa Econômica Federal
CPFL Energia
Embraer
Ford Foundation
Grupo Promon
IBM
Instituto Arapyaú
Instituto Cyrela
Instituto Semeia
Instituto Votorantim
Itaipu Binacional
Itaú
Natura
Nestlé
Porto Seguro
Santander
Vale
VR
Walmart

 

Balancete Financeiro - Dezembro de 2013 

Prestação de contas

Ata de Constituição e Estatuto

Certificados:

Certificado de Reconhecimento de Entidade
Promotora de Direitos Humanos

Certificado de Organização da Sociedade Civil de
Interesse Público

Declaração de Isenção do ITCMD