Prefeitura é responsável por acompanhar gestão de terceirizadas durante execução do contrato

Caso de jovem que morreu eletrocutado no pré-carnaval de São Paulo trouxe à tona a necessidade de transparência nos processos de licitação e contratação, bem como da responsabilidade da administração pública pelo cumprimento dos contratos

Por Airton Goes, da Rede Nossa São Paulo

Em entrevista à Rádio CBN, o gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo, Américo Sampaio, foi questionado sobre o caso do rapaz que morreu no domingo (4/2), durante o pré-carnaval da capital paulista.

Segundo ele, a tragédia mostra necessidade de maior transparência na licitação e contratação de empresas por parte da Prefeitura. Além disso, na avaliação de Sampaio, a administração municipal é responsável pelo acompanhamento e fiscalização dos serviços contratados.

A empresa responsável pela câmera instalada no poste em que o jovem recebeu a descarga elétrica é subordinada a Dream Factory, vencedora da licitação para gerir o carnaval de rua de São Paulo.

Confira aqui a entrevista de Américo Sampaio à Rádio CBN.

Leia também: Caso de jovem folião eletrocutado expõe falhas no Carnaval de São Paulo